Avaliação do ar com Especialistas

A avaliação da qualidade do ar respirável comprimido atende aos requisitos da norma NBR 12543:2017, Anexo A. Nela estão contidos aos requisitos técnicos mínimos que o ar deve ter para ser considerado Grau D. A avaliação da qualidade do ar de respiração fornece aos trabalhadores a garantia de que o ar que se respira através de suas máscaras de ar ou capuzes de ar mandado é seguro mesmo em ambientes severos e hostis a vida e a saúde humana (saiba mais sobre atmosferas IPVS aqui).
A legislação vigente exige que o ar respirado cumpra os requisitos especificados e seja testado de acordo com um cronograma acordado, conforme detalhado no Programa de Proteção Respiratória (PPR da Fundacentro). O programa de proteção respiratória (PPR) estabelece os parâmetros para seleção, uso e manutenção e guarda de equipamentos de proteção respiratória (EPR), além de esclarecer a importância em se ter uma rotina periódica para avaliação da qualidade do ar respirável. Outra norma que pode ser consultada para maiores detalhes sobre as medições, periodicidades e metodologias utilizadas para a avaliação é a CGA G7-1. Verificações regulares são necessárias para identificar que não há contaminantes no ar fornecido, como monóxido de carbono (CO) ou névoa de óleo residual (H.C). Através dela também se verifica se a concentração de oxigênio na fonte de ar respirável está dentro dos limites estabelecidos para garantir que o usuário não sofra sufocamento ou efeitos adversos devido a abaixas concentrações de O2.

INDÚSTRIAS TÍPICAS QUE EXIGEM TESTES REGULARES DE QUALIDADE DO AR DE RESPIRAÇÃO

  • Cabines de pintura nas montadoras
  • Cabines de jateamento abrasivo ou hidro jateamento de superfícies
  • Indústria de móveis e correlacionadas, devido a liberação de resinas que contém vapores tóxicos
  • Soldagem, jateamento e revestimento em pó
  • Trabalhos em espaço confinado e atmosferas IPVS
  • Industria química
  • Indústria farmacêutica
  • Mergulho profissional
  • Indústrias de óleo e gás, devido as mais variadas correntes de hidrocarbonetos presentes além dos gases tóxicos que podem se desprender do refino ou se formar devido as altas temperaturas (CO, H2S são os principais)

COMO SÃO REALIZADOS OS TESTES DE QUALIDADE DO AR RESPIRÁVEL?

Definição dos pontos de amostragem do ar respirável

Primeiramente precisamos definir quantos e quais serão pontos a serem coletadas as amostras de ar respirável. Existem aplicações com apenas um ponto de consumo e um sistema basicamente simples como um painel filtrante, por exemplo, porém existem aplicações muito mais complexas que podem possuir dezenas de quilômetros de linhas de ar ao longo de uma indústria e ainda existir diversos pontos com filtros e outros componentes que podem comprometer a qualidade do ar, como reservatórios de ar, filtros coalescentes ou até mesmo lubrificadores a óleo pneumático. Todas essas informações exigem um profissional a altura do desafio para saber definir bem o escopo do trabalho e a maneira mais correta de se verificar os pontos de amostragem.

 

Definição dos parâmetros do ar respirável amostrados

Avaliação da qualidade do ar respirável para Névoa de óleo

Existem sistemas de geração de ar comprimido isentos de óleo e caso esse seja o caso não precisaremos realizar a amostragem para os parâmetros névoa de óleo, por exemplo. A névoa de óleo pode ser carcinogênica e provocar câncer de testículos, pele e pulmão (como definida no estudo “Occupational Health Guideline for Mineral Oil Mist – U.S Department of Labor, 1976”).

 

Avaliação da qualidade do ar respirável para Monóxido de carbono (CO)

O monóxido de carbono é outra variável muito importante de ser amostrada. O CO é um gás sem cor, odor e os usuários raramente sentem seu s efeitos antes de ser tarde demais. (Relembre aqui o caso da família brasileira morta no Chile devido o envenenamento por CO). O monóxido de carbono, pode inclusive ser gerado devido sobreaquecimento das partes de um compressor de ar sem manutenção adequada (Veja aqui o que a OSHA 1910.134 diz a respeito).

 

Avaliação da qualidade do ar  respirável para Oxigênio (O2)

A concentração do oxigênio como dito acima também é muito importante e deve ser coletada amostras para esse parâmetro independente da fonte de ar comprimido ser fornecida por compressor lubrificado ou isento de óleo. Tanto a falta (< 19,5% v/v) quanto o excesso de oxigênio (> 23,5 % v/v) pode asfixiar o trabalhador.

 

Ponto de Orvalho, Temperatura, Umidade do ar respirável

A temperatura e a umidade também são coletadas na amostragem do ar respirável, mas apenas para efeito de conforto do trabalhador. O que a norma NBR 12543:2017 exige que se monitore é o ponto de orvalho, ou seja, a norma exige que seja garantido um ponto de orvalho tal que impeça que as gotículas de vapor de água se congelem e queimem as vias aéreas do trabalhador em caso de temperaturas muito baixas com ar úmido ou ainda que impeçam que o excesso de vapor de água presente no ar comprimido se condense em dias muito frios e isso possa atrapalhar o uso de respiradores devido ao excesso de água condensada nas máscaras que ficarão embaçadas constantemente ou que possam inclusive causar um acidente devido o excesso de água líquida no respirador. Além disso tudo, como se não bastasse todos esses problemas, o excesso de umidade no ar (ponto de orvalho fora do padrão) traz juntamente com o calor, todo tipo ode microrganismos como fungos, bactérias, protozoários e odor no ar comprimido respirável.

Certificado de avaliação da qualidade do ar e Assessoria

Durante a avaliação outros parâmetros ainda poderão ser verificados como odor na rede, assepsia do sistema, vazão e pressão suficientes. Dessa forma o cliente terá em mãos todas as variáveis para a melhor tomada de decisão quanto ao ar respirável.
Um certificado de conformidade será emitido descrevendo os resultados da qualidade do ar comparados com as exigências da NBR 12543, comentários, fotos e recomendações.
Todos os testes são conduzidos por técnicos treinados, utilizando metodologias de amostragem e análise de última geração e instrumentos certificados por órgãos acreditados.

 

Informações e orçamentos

Comercial

Telefone:  (11) 2577-0249

E-mail: vendas@breathe.com.br