Riscos ocupacionais na indústria automobilística – espaço confinado, tintas, solventes e jateamento

Nas linhas de produção de uma indústria automobilística as tarefas de pintura são contínuas e por isso precisam ser realizadas de maneira segura, confortável e sem afetar o desempenho da produção. Nessas situações é essencial que a fonte de ar comprimido (compressor, secador de ar e filtros) e o sistema de ar respirável sejam confiáveis e obedeça aos critérios exigidos pelas normas. As empresas devem seguir as normas e padrões internacionais de qualidade do ar para que a atividade não comprometa a saúde do trabalhador. No Brasil a NBR12543:1999 Equipamentos de proteção respiratória – terminologia é a norma que apresenta os parâmetros técnicos da qualidade do ar, limite de CO, CO2, névoa de óleo (hidrocarbonetos), ponto de orvalho e odor nas fontes de ar. É através da NBR 12543 e da ANSI Z86.1-1989/CGA G7.1 que os requisitos de segurança ocupacional são estabelecidos quando um sistema de ar respirável é planejado.
Trabalhos em linha de pintura e retoque na indústria automobilística
A substituição gradativa das tintas a base de solvente pelas tintas a base d´água, na indústria automobilística, proporcionou uma melhor qualidade de vida aos pintores e operadores envolvidos com pintura industrial, além de reduzir impactos ambientais.  Por outro lado ainda, a robotização das linhas automotivas tem ajudado a indústria a ter indicadores de higiene ocupacional cada vez melhores evitando o contato dos trabalhadores diretamente com esse tipo de risco. De qualquer forma, algumas aplicações ainda precisam de um pintor ou operadores envolvidos diretamente com as tarefas de pintura (retoque, retrabalhos, reabastecimento das linhas de tinta, manutenção dos sistemas robotizados) e nesses casos é obrigatório o uso de uma linha de ar mandado – respiradores de linha de ar. 

A fonte de ar comprimido utilizada nos sistemas de ar respirável

De modo geral, a indústria automobilística utiliza o próprio ar comprimido fabril para suprir a demanda dessa utilidade juntamente com um conjunto de filtros para remover material sólido particulado, névoas de óleo e vapores tóxicos que possa haver no ar.

Mesmo com o avanço das tintas a base d´água, a pintura de algumas partes só pode ser realizada com a utilização de tinta a base de solventes e por conta desse risco ocupacional o uso de ar mandado – respiradores de linha de ar se faz necessário através de um sistema que garanta a qualidade do ar inalado.
Quando a fonte de ar comprimido vem da própria rede industrial o sistema de ar respirável deve ser composto por pelo menos 3 filtros:
* Filtro para remoção de particulados HEPA ( capaz de remover até 99.97% das partículas com tamanho de 0.3 µm ou maior);
·        *  Filtro para remoção de condensados (quando não há secador de ar que atenda o ponto de orvalho exigido pela norma);

* Filtro de carvão ativado para remoção de névoa de óleo, cheiro e residual;

 Trabalhos em espaço confinado na indústria automobilística

Definição de espaço confinado segundo a NR33: “qualquer atmosfera não projetada para ocupação humana contínua, que possua meios limitados de entrada e saída, sem ventilação ou renovação adequada do ar, com atmosfera empobrecida ou enriquecida em oxigênio”. 
Na indústria automobilística podem existir esses tipos de trabalhos em diversas situações.  Algumas vezes é utilizado conjunto autônomo para tarefas rápidas e sem maiores complicações e outras vezes esses trabalhos podem se prolongar e exigir algumas horas dentro do espaço confinado. Nessas aplicações onde o conjunto autônomopode não ser suficiente para suprir a demanda ou possa haver atmosfera IPVS ou formação de gases e vapores, os sistemas de ar respirável podem ser uma saída confiável e robusta (desde que seja utilizado sistema de backup ou sistema escape).  Para esse tipo de trabalho o XPAR1000 pode ser uma solução de baixo custo com recursos poderosos de datalogginge gravação de alarmes de eventos relevantes para a segurança dos trabalhadores. Além de ter um eficiente purificador de ar respirável, ainda conta com o multigases XAR8000.

Trabalhos com jato de granalha – Jateamento na indústria automobilística

Outra operação comum em linhas de produção é a utilização de jateamento de peças no tratamento e recuperação de superfícies antes da pintura. Muito comum nos setores de manutenção e tratamento de superfície, a operação de jateamento tem suas particularidades e precisa de EPIs especiais com fonte de ar comprimido tratado por um sistema de ar respirável. A norma
NBR que cuida das operações de jateamento é a NBR 14750 Respirador de linha de ar comprimido com capuz, para uso em operações de jateamento.
 
Fontes:
1.       IFSTA (2008). “Essentials of Fire Fighting and Fire Department Operations 5th Edition”
2.      ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. Equipamentos de proteção respiratória: terminologia. NBR 12543. 1999 45p.
3.      ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. Equipamentos de proteção respiratória: respirador de linha de ar comprimido com capuz para uso em operações de jateamento. 2001. 22p
4.      TORLONI, M(coord.) Programa de proteção respiratória, recomendações, seleção e uso de respiradores. 3.ed São Paulo: Fundacentro, 2002. 127p.
5.      Sistemas de ar respirável. Breathe Sistemas de ar respirável. Disponível em: <http://breathe.com.br/sistemas-de-ar-respiravel>. Acessado em: 20/01/2014.